Microesferas de vidro

As microesferas de vidro da Dragonlux são fabricadas com alto padrão de desempenho e qualidade. Proporcionam, consequentemente, um elevado índice de refletorização às faixas de sinalização viária, que atendem totalmente às especificações da ABNT. A base de sua produção é com vidro do tipo SODA-CAL, ideal para sistemas de aplicações Drop-on e DragonMix. O padrão de esfericidade, limpeza e uniformidade de tamanho, garante uma qualidade superior e uma retrorrefletividade mais eficaz. As microesferas de vidro da Dragonlux são incomparáveis por sua claridade e pela ausência de materiais contaminantes, tais como ferro e carbono, e apresentam 80% de esfericidade mínima e menos de 1% de incidência de ar quando misturadas à tinta.  As microesferas de vidro têm como finalidade aumentar a visibilidade do motorista durante a viagem, principalmente à noite, até mesmo com chuva ou neblina. Além de atender às normas da ABNT NBR 16184:2013, o processo de produção das microesferas contribui com o meio ambiente ao reciclar considerável volume de vidro. A Dragonlux é marca registrada da ICD VIAS que fabrica as microesferas em suas novas instalações de 3.500 m2, com capacidade inicial de produção superior a 300 toneladas/mês, e trabalha para tornar esse produto referência no Brasil e no exterior. A Dragonlux disponibiliza para o mercado um produto de qualidade, 100% brasileiro.

Objetivos

Esta recomendação técnica, específica as características mínimas exigíveis para o fornecimento das microesferas de vidro Dragonlux, utilizadas em produtos destinados à demarcação horizontal viária.

Especificações e referências normativas


São documentos complementares à esta Recomendação Técnica, as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que norteiam nossas especificações, relacionadas a seguir:

NBR 16184:2013 – Microesferas de Vidro – Requisitos

NBR 6823 – Resistência à solução de cloreto de cálcio

As microesferas quando ensaiadas conforme esta norma não apresentam a superfície embaçada, sendo, portanto, resistentes à esta solução, o que consequentemente não prejudica o índice de refração, e nem a retrorrefletividade das mesmas.

NBR 6824 – Resistência ao ácido clorídrico

As microesferas quando ensaiadas conforme esta norma não apresentam a superfície embaçada, sendo, portanto, resistentes à este elemento, o que consequentemente não prejudica o índice de refração, e nem a retrorrefletividade das mesmas.

NBR 6825 – Resistência à água

As microesferas quando ensaiadas conforme esta norma não apresentam a superfície embaçada e não gastam mais do que 4,5 ml de HCL 0,10 N para a neutralização da solução.

NBR 6826 – Resistência ao sulfeto de sódio

As microesferas quando ensaiadas conforme esta norma não apresentam a superfície embaçada, sendo portanto resistentes à este elemento, o que consequentemente não prejudica o índice de refração, e nem a retrorrefletividade das mesmas.

NBR 6827 – Análise granulométrica

NBR 6828 – Teor de sílica

As microesferas DRAGONLUX são fabricadas com vidro de alta qualidade do tipo Soda-Cal com teor de sílica nunca inferior a 65%, não apresentam contaminação por chumbo, exceto como impureza, estando a mesma limitada a 0,01% da massa total.

NBR 6829 – Aparência e defeitos

As microesferas são limpas, claras, redondas, incolores e isentas de matérias estranhas. No máximo 3% podem ser quebradas, partículas de vidro não-fundido ou elementos estranhos, e no máximo 27% podem ser fragmentos ovóides, deformados, geminados ou com bolhas gasosas.

NBR 6832 – Índice de refração

Nossas microesferas apresentam índice de refração maior que 1,50.

NBR 6833 – Densidade de massa

A densidade de massa das microesferas está concentrada entre 2,4 g/cm3 e 2,6 g/cm3

Padrão de retrorrefletância inicial

A utilização das microesferas dos tipos II-AII-B e II-C, deve ser definida por critérios técnicos adotados pelo aplicador.

Eventualmente, as microesferas podem receber um tratamento de superfície para a melhoria de algumas características, como: flutuação, aderência, reforço e aumento da retrorrefletividade inicial.

As microesferas tipo II-C, podem ser aplicadas seguidas e concomitantemente à aplicação das microesferas tipo II-A ou II-B para maximizar a retrorrefletividade.

CONTATO

E-mail: contato@dragonlux.com.br
Endereço: Rua Juliano Lucchi, 118, Jardim Eldorado – Palhoça / SC

Fone: (48) 3341-4077