Padrão de retrorrefletância inicial

As microesferas Dragonlux garantem um padrão de retrorrefletância inicial, ou padrão de referência, superior a 200 mcd/lux/m2 para demarcação com a cor amarela e 300 mcd/lux/m2 para demarcação com a cor branca. É necessária uma perfeita distribuição das microesferas, quando da aspersão das mesmas sobre a tinta recém aplicada, devendo ser uniforme em toda a extensão da faixa, como demonstrado na figura abaixo:

Na aplicação de microesferas por aspersão, se não houver uniformidade da distribuição do material sobre a faixa, os resultados obtidos não serão satisfatórios.

As microesferas Dragonlux garantem um padrão de retrorrefletância inicial, ou padrão de referência, superior a 200 mcd/lux/m2 para demarcação com a cor amarela e 300 mcd/lux/m2 para demarcação com a cor branca. É necessária uma perfeita distribuição das microesferas, quando da aspersão das mesmas sobre a tinta recém aplicada, devendo ser uniforme em toda a extensão da faixa, como demonstrado na figura ao lado:

Na aplicação de microesferas por aspersão, se não houver uniformidade da distribuição do material sobre a faixa, os resultados obtidos não serão satisfatórios.

Visibilidade noturna

A intensidade da retrorrefletância, que possibilita a visibilidade nas rodovias por meio das sinalizações horizontais, depende de alguns fatores importantes:

 
  • Esfericidade das microesferas. A Dragonlux garante uma esfericidade mínima de 80%, portanto, superior ao especificado na norma da ABNT;
  • Distribuição granulométrica;
  • Índice de refração. As microesferas da Dragonlux são produzidas com vidro de alta qualidade (incolor) e livres de materiais contaminantes, o que diminui a possibilidade de ocorrerem distorções no índice de refração das microesferas;
  • Qualidade dos pigmentos usados nas tintas de demarcação;
  • Número de microesferas aparentes na superfície das faixas. Quando bem aplicado, 60% das microesferas aspergidas, ficarão expostas e ancoradas à superfície das faixas.

As microesferas de vidro ancoradas na pintura, atuam como uma lente, recolhendo a luz do farol e concentrando-a na parte trazeira interna da esfera, que por sua vez, retorna na direção do condutor.